top of page
  • Foto do escritorFarmbox

Produtividade da Safra 22/23

Atualizado: 21 de jul. de 2023

Embora as atividades de semeadura da safra de verão dos grãos se iniciem nos meses de setembro e outubro, para fins de políticas públicas, como financiamento e custeio de insumos, seguro agrícola e estimativa de safra, o Ano Safra começa em 1o de Julho de um ano e termina no dia 30 de Junho do ano seguinte. Assim, com base nesse calendário, no mês de Agosto, a Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) apresenta a projeção da produção de grãos referente ao ano safra vigente.

Segundo a Conab, a produção brasileira de grãos na safra 2022/2023 pode chegar a 308 milhões de toneladas, valor nunca atingido na história. Desse total, mais de 90% correspondem às culturas da soja, milho, algodão, feijão e arroz. Sendo que os principais responsáveis por esse crescimento são a soja e o milho segunda safra.


Nas últimas safras, observou-se um aumento significativo nos custos de produção. Segundo a Aprosoja, os custos na soja cresceram 26,6% na safra 2022/2023 e, a situação não é diferente para os demais grãos. Apesar desse aumento, os produtores rurais ainda possuem bons resultados financeiros com essas culturas. Por isso, vemos um crescimento de produção e área.


Quando consideramos a soja, o milho e o algodão, podemos observar a perspectiva de aumento da área plantada, produtividade e produção para todas elas (Tabela 1). A exceção é o milho de primeira safra. Para essa cultura, espera-se uma redução na área plantada por ser conduzida na mesma época que a soja, que teve um aumento de quase 1,5 milhões de hectares.

Tabela 1

Tabela 1. Área (mil ha), produtividade (kg/ha) e produção (mil ton) de soja, milho (1a e 2a safra) e algodão no Brasil, na safra 2021/22 e, previsão para safra 2022/23.

 

Os aumentos esperados de produtividade representarão a recuperação do alto índice de frustração na última safra de soja e milho no sul do país e no Mato Grosso do Sul devido às condições climáticas adversas. Para a cultura da soja, espera-se um aumento de 17,10% na produtividade, com previsão de produtividade média 3.546,20 kg/ha (59,10 sacas de 60Kg). No milho, esse aumento é de 16,70% e 4,50% na primeira e segunda safra, respectivamente.

Já no algodão, espera-se uma produtividade de 1.790,88 kg/ha (119,39 arrobas), representando um aumento de 4,77% em relação à última safra.

A produção esperada de grãos impacta diretamente na oferta e demanda deles. Portanto, a Conab também analisa a Oferta e Demanda através dos dados de estoque inicial, produção, importação, suprimento, consumo, exportação e estoque final (Tabela 2)

O conhecimento das projeções para a safra permite que produtores rurais, indústria e empresas do segmento do agronegócio tomem decisões com melhores estratégias e maior previsibilidade

Tabela 2

Tabela 2. Oferta e demanda de soja, milho e algodão no Brasil na safra 2021/22 e, previsão para 2022/23.

 
42 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Yorumlar


bottom of page