top of page
  • Foto do escritorFarmbox

Garanta uma semeadura de sucesso praticando o planejamento

Atualizado: 21 de jul. de 2023

No contexto de produção agrícola, o planejamento pode ser entendido como a avaliação dos erros e acertos das safras passadas, possibilitando uma tomada de decisões mais sustentável e assertiva, desde a semeadura até a colheita. Para tanto, é fundamental o registro dos dados das safras anteriores e a transformação desses dados em informação útil e aplicável.

Seguindo a sequência natural do desenvolvimento da lavoura, devemos focar, inicialmente, no planejamento da semeadura, que irá garantir o stand (número de plantas por área) desejado, sendo a base para se atingir a produtividade esperada.

Os principais cuidados a serem tomados no momento da semeadura são relacionados a:

  1. Qualidade física e fisiológica da semente

  2. Característica físicas e químicas do solo

  3. Adubação

  4. Profundidade de semeadura e de deposição do adubo

  5. Velocidade de deslocamento

  6. Manejo de plantas invasoras e de pragas e doenças iniciais

  7. Temperatura e umidade do solo

Quanto à qualidade física e fisiológica da semente, recomenda-se sempre adquirir semente certificada, livre de patógenos e pragas, sem sinais externos de dano físico ou de alimentação de pragas e, com alto poder de germinação.


As características físicas e químicas do solo devem ser analisadas com antecedência, permitindo intervenções com prazo suficiente para se obter os resultados desejados. Ou seja, é importante fazer uma análise química do solo bem representativa para, posteriormente, optar por adubações de correção ou de manutenção.


Na operação de semeadura em sistema de Plantio Direto, situação de produção mais comum no Brasil, há o revolvimento mínimo do solo, de forma localizada, ao longo de uma faixa estreita. Em função da presença de cobertura vegetal sobre o solo, é necessário verificar o estado de conservação dos discos de corte, para que a semente seja depositada na profundidade adequada, pois esse é um fator determinante para a germinação das plântulas.


De maneira geral, é recomendado que todas as sementes estejam com a mesma profundidade. Para a soja, alguns autores recomendam profundidade de 2 a 4 cm e, outros indicam de 3 a 5 cm. Já para milho, a semente pode ser depositada de 1 a 2 cm mais profunda do que a soja. O principal fator a ser considerado para a regulagem da profundidade de semeadura é o tipo de solo, sendo recomendado semear menos profundo em solos argilosos do que em solos arenosos, em função das características físicas desse solo. Também é muito importante garantir que a deposição do adubo de semeadura seja abaixo da semente, preferencialmente de forma que a semente não entre em contato com o adubo, pois a salinidade do corretivo pode prejudicar o processo de germinação.


A velocidade de deslocamento do conjunto trator-semeadora é um ponto de atenção na etapa da semeadura. É importante lembrar que o principal parâmetro de qualidade na semeadura é a uniformidade da distribuição das sementes, tanto no eixo vertical (profundidade), quanto no eixo horizontal (na linha), sendo que cada semente deve ser depositada a uma distância constante da outra, evitando semeaduras duplas (quando duas sementes caem muito próximas uma da outra) ou falhas (quando a distância entre duas sementes é muito grande). Para obter essa uniformidade de distribuição horizontal, a semeadora deve estar bem regulada e a velocidade do deslocamento deve ser constante e não muito alta, considerando que a semeadura feita com pressa não é a melhor opção em termos de qualidade da operação.


O manejo de plantas invasoras é uma atividade de pré-semeadura, garantindo que a área esteja limpa no momento da semeadura para permitir a qualidade da operação, além de evitar que as plantas recém emergidas tenham que competir por recursos com as plantas invasoras estabelecidas na área. Ainda, o manejo de pragas e doenças iniciais é essencial para garantir que o stand planejado seja realmente obtido, uma vez que esses ataques iniciais geralmente causam a morte imediata das plântulas, resultando em falhas na lavoura.

Por fim, a temperatura e umidade do solo também são fatores de grande importância na operação de semeadura. Para a cultura da soja, por exemplo, o ideal é que a temperatura do solo esteja próxima aos 25˚C e a umidade por volta de 60-70%. Uma forma de tentar garantir que essas sejam as condições no momento da semeadura é a definição da janela de semeadura ideal para sua propriedade. Para isso, é necessário analisar alguns fatores, como área a ser semeada, maquinário disponível, recursos já disponíveis na propriedade, mão-de-obra e principalmente a previsão das condições climáticas locais.


A gestão de tantas informações não é algo simples. Com o avanço da tecnologia, esse processo passou a ser mais automatizado e detalhado, minimizando os erros. Nesse sentido, o software Farmbox se destaca como uma ferramenta de gestão agronômica completa, na qual é possível planejar todas as atividades na condução da lavoura e monitorar em tempo real essas informações, a qualquer momento e em qualquer lugar, na tela de um celular ou computador.


Com a ferramenta de Planejamento de Áreas, é possível planejar ações para cada talhão, observando o histórico de eventos, comparando a produtividade com outros talhões ou com outras culturas no mesmo talhão, custos, histórico de ataque de pragas, acumulado de chuva, entre outros. Com essas informações, o produtor pode planejar a data inicial e final de semeadura no talhão e, monitorar o progresso de semeadura, comparando o rendimento operacional com o avanço da janela de plantio. Ainda, é possível estimar a produtividade de cada talhão, fornecendo ao software informações relacionadas à fisiologia da semente escolhida.

Telas-de-plajamento-de-Areas-Farmbox

Com o planejamento de insumos, a ferramenta indica as quantidades de sementes de cada variedade planejada, permitindo que o produtor se antecipe ao mercado, adquirindo esses produtos com preços mais atrativos e, principalmente, garantindo que não falte nada no momento da semeadura. Ainda, com a ferramenta de Planejamento de Insumos, é possível organizar as atividades de aplicação de insumos de acordo com a programação da propriedade, inserindo as particularidades de cada talhão.


Assim, conhecendo a importância da etapa da semeadura para o estabelecimento da lavoura e a quantidade de pontos a serem observados nessa etapa, fica evidente que o planejamento é a receita para o sucesso na atividade agrícola.

Para entender mais sobre como o Farmbox pode te auxiliar no dia a dia no campo clique aqui!

26 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page